sexta-feira, 1 de abril de 2011

A Mídia a favor da Ditadura Militar em 1964


Há exatos 47 anos, o Brasil entrava no período político mais conturbado e controverso de sua História Republicana: a Ditadura Militar (1964-1985).

O Golpe de 1º de abril de 1964 que depôs o último presidente eleito antes da Constituição de 1988, João Goulart, orquestrado pelas Forças Armadas e com o apoio das classes conservadoras da sociedade civil, mergulhou o país num profundo obscurantismo político.


Com supressão das liberdades, cassação de mandatos, exilamento de artistas e profissionais liberais, além de prisões em massa, torturas e assassinatos, o período compreendido entre os anos de 1964 e 1985 viria a ser conhecido pela historiografia e pelos historiadores como os "tempos de chumbo" da ditadura militar. 


Os militares golpistas contaram com o apoio declarado das elites conservadoras, das associações de grupos urbanos católicos e de setores da própria Igreja, além da grande imprensa curvada aos interesses políticos e econômicos em questão.

Por isso, trazemos a você, inteligente leitor, um pouco do que disseram em 1964 os principais jornais brasileiros, a maioria auto-proclamados defensores da liberdade de expressão, da democracia e do Estado de Direito.

Jornalista Vladimir Herzog, vítima do golpe saudado pelos (tu)barões da mídia

“Participamos da Revolução de 1964 identificados com os anseios nacionais de preservação das instituições democráticas, ameaçadas pela radicalização ideológica, greves, desordem social e corrupção generalizada”. (Editorial do jornalista Roberto Marinho, publicado no jornal O Globo, edição de 07 de outubro de 1984, sob o título: “Julgamento da Revolução”.)

Escorraçado
“Escorraçado, amordaçado e acovardado, deixou o poder como imperativo de legítima vontade popular o Sr João Belchior Marques Goulart, infame líder dos comuno-carreiristas-negocistas-sindicalistas. Um dos maiores gatunos que a história brasileira já registrou, o Sr João Goulart passa outra vez à história, agora também como um dos grandes covardes que ela já conheceu”. (Tribuna da Imprensa – Rio de Janeiro – 2 de Abril de 1964)

31/03/64 – FOLHA DA TARDE – (Do editorial A GRANDE AMEAÇA): “… cuja subversão além de bloquear os dispositivos de segurança de todo o hemisfério, lançaria nas garras do totalitarismo vermelho, a maior população latina do mundo…”

31/03/64 – CORREIO DA MANHÃ – (Do editorial, BASTA!): “O Brasil já sofreu demasiado com o governo atual. Agora, basta!”

1o/04/64 – CORREIO DA MANHÃ – (Do editorial, FORA!): “Só há uma coisa a dizer ao Sr. João Goulart: Saia!”

“Salvos da comunização que celeremente se preparava, os brasileiros devem agradecer aos bravos militares que os protegeram de seus inimigos”. “Este não foi um movimento partidário. Dele participaram todos os setores conscientes da vida política brasileira, pois a ninguém escapava o significado das manobras presidenciais”. (O Globo – Rio de Janeiro – 2 de Abril de 1964)

De Norte a Sul vivas à Contra-Revolução
“Desde ontem se instalou no País a verdadeira legalidade… Legalidade que o caudilho não quis preservar, violando-a no que de mais fundamental ela tem: a disciplina e a hierarquia militares. A legalidade está conosco e não com o caudilho aliado dos comunistas”. (Editorial do Jornal do Brasil – Rio de Janeiro – 1º de Abril de 1964)

A paz alcançada
“A vitória da causa democrática abre o País a perspectiva de trabalhar em paz e de vencer as graves dificuldades atuais. Não se pode, evidentemente, aceitar que essa perspectiva seja toldada, que os ânimos sejam postos a fogo. Assim o querem as Forças Armadas, assim o quer o povo brasileiro e assim deverá ser, pelo bem do Brasil”. (Editorial de O Povo – Fortaleza – 3 de Abril de 1964)

02/04/64 – O GLOBO – “Fugiu Goulart e a democracia está sendo restaurada”… “atendendo aos anseios nacionais de paz, tranqüilidade e progresso… as Forças Armadas chamaram a si a tarefa de restaurar a Nação na integridade de seus direitos, livrando-a do amargo fim que lhe estava reservado pelos vermelhos que haviam envolvido o Executivo Federal”.

05/04/64 – O ESTADO DE MINAS: “Feliz a nação que pode contar com corporações militares de tão altos índices cívicos”. “Os militares não deverão ensarilhar suas armas antes que emudeçam as vozes da corrupção e da traição à pátria.”

“Sabíamos, todos que estávamos na lista negra dos apátridas – que se eles consumassem os seus planos, seríamos mortos. Sobre os democratas brasileiros não pairava a mais leve esperança, se vencidos. Uma razzia de sangue vermelha como eles, atravessaria o Brasil de ponta a ponta, liquidando os últimos soldados da democracia, os últimos paisanos da liberdade”. (O Cruzeiro Extra – 10 de Abril de 1964 – Edição Histórica da Revolução – “Saber ganhar” – David Nasser)

Hugo Freitas

10 comentários:

  1. Não podemos esquecer, que ainda ano passado, o jornal Folha de São Paulo, chamou a Ditadura Militar de "branda" percebemos ai o apoio em relação ao "golpe."

    ResponderExcluir
  2. Bem lembrado, companheiro.

    Isso mostra que o referido jornal não se arrepende do apoio dado aos militares à época do golpe. Pelo contrário, reafirma a tese de que, até hoje, os (tu)barões da mídia possuem simpatia e apreço por aqueles que engendraram uma verdadeira "caça aos comunistas", mantendo-se assim ao lado dos poderosos e do neoliberalismo, como perpetuação do sistema capitalista no Brasil.

    Grato por sua participação. Fique à vontade para comentar sempre que quiser. Este espaço é nosso. Abraços fraternos.

    Hugo Freitas

    ResponderExcluir
  3. Sou extremamente a favor do que eles dizem ditadura, o que para mim ditadura é dos parlamentares principalmente dos presos políticos que estão aí nos governando, dos traficantes que condenam, julgam e matam, dos pichadores, dos direitos humanos do trabalhador e não dos bandidos.dos que fazem apologia ao crime e as drogas O País esta entregue às baratas, não temos ordem, um desrespeito total contra todos e tudo. Naquele tempo tiínhamos ordem, agora só desordem, bagunça, roubalheira e corrupção.

    ResponderExcluir
  4. Sou extremamente a favor do que eles dizem ditadura, o que para mim ditadura é dos parlamentares principalmente dos presos políticos que estão aí nos governando, dos traficantes que condenam, julgam e matam, dos pichadores, dos direitos humanos do trabalhador e não dos bandidos.dos que fazem apologia ao crime e as drogas O País esta entregue às baratas, não temos ordem, um desrespeito total contra todos e tudo. Naquele tempo tiínhamos ordem, agora só desordem, bagunça, roubalheira e corrupção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato pela participação, José Américo.

      Excluir
  5. Tenho infinitos motivos para ser a favor dos que dizem ditadura, que em minha opinião o termo que dizem ditadura para mim é ORDEM e democracia é bagunça. então vamos uns dos exemplos que no tempo em que havia ORDEM essas coisas não aconteciam:
    Onde moro por exemplo a maioria não paga água e luz, tenho um vizinho que tem três ar-condicionados e vários aparelhos elétricos, um casarão imenso, não paga água e luz, relógio de luz e hidrometro não existem, isto aproximadamente 15 anos, outros a casa está em péssimas condições mas tem ar-condicionado e por aí vai. Tenho uma vizinha que a sua caixa d' água vaza pelo ladrão desde 01:00 da manhã até às 08:00 todos os dias, e com isso não consigo dormir com o barulho que cai da água ao solo, parece até uma cachoeira, isso vem acontecendo desde setembro de 2011, e detalhe denunciei à CEDAE anonimamente em 10 de nov 11(quinta-feira) cujo protocolo 2011.110.1850 11337 e até agora continua do mesmo jeito. Ditadura dos traficantes do bairro onde moro colocaram avisos nos muros de casas e colégio próximo 30 metros do quartel da PM, avisando que é proibido vidros escuros e à noite acender as luzes internas dos veículos e detalhes els ficam aramados com pistolas e fuzis durante o dia e noite., os fundos desse quartel é totalmente pichados. Vejam o absurdo, um vizinho meu foi pedir a "boca" para fazer quebra-molas em frente ao seu portão devido um carro ter colidido no poste próximo ao seu muro, detalhe a rua não é tão movimentada.Qualquer problema no bairro seja briga de casal, etc os moradores vão à "boca" para que seja resolvido a situação. Onde moro eu e outro vizinho não consiguimos dormir mais devido que as crianças ficam jogando bola às vezes até 23:30 horas em nossos portões e com isso é aquela barulheira no portão e com isto somos acordados, crianças esta de até 3 anos de idade na rua, cadê a lei do silêncio que não funciona, crianças saltando pipas próximo à rede elétrica e com isto prejudicando os moradores que nem foi o meu caso que fiquei sem energia desde 13 de dezembro de 2012 até 17 de dezembro de 2012, o que foi restabelecimento após 25 solicitações todos com protocolos, por causa de pipa na rede elétrica depois pelo mesmo motivo fiquei sem luz de 12 de janeiro de 2013 até 19 de janeiro de 2013 com 20 solicitações todos com protocolo, e detalhe conta em débito automático. No tempo em que havia ORDEM qualquer pessoa poderia tomar privdencia, hoje em dia só os ditadores(presos políticos e traficantes) tomam providência a seu favor. O bem mais precioso do planeta que é a água no bairro onde moro e outros bairros são desperdiçados direto, no verão com mais intensidade, os moradores colocam chuveiros em seus portões e até em ruas, o povo não tem ORDEM e com isso nosso futuro provavelmente será a falta desse bem precioso. Outro dia um índividuo colocou o carro em frente ao meu portão com o porta-malas praticamente encostado no portão, onde não dava para uma pessoa sair e abriu a mala e ligou um som bem alto e começou a tocar uma música funk com palavrões (ela foje pra carvalho...), e com isso estava em meu quarto um andar acima estudando, quando vi a situação,fui desligar o computador para descer, por felicidade minha alguém avisou a ele para retirar o carro do meu portão. Minha sorte, senão era um problema formado. devido a desordem implantadas por esses presos políticos, os professores de maneira geral também estão sofrendo para dar suas aulas, ou melhor todos nós estamos sofrendo com isso. Hoje em dia o certo está errado e o errado está certo, o mal está vencendo o bem, a começar pela presidenta da república e seus ministérios que cometeram horrores no passado e estão aí no poder. Bem vou ficar por aqui, pois como falei os exemplos são infinitos que ocorre comigo e com as outras pessoas que tenho conhecimento para ser favorável a ORDEM.
    ORDEM JÁ!
    Obrigado HUGO FREITAS por divulgar minha opinião em favor da ORDEM nese espaço.
    José Américo

    ResponderExcluir
  6. Cara, eu gostei da sua matéria ela eh mt bem especifica mais vc tem algo q fale da Música a Favor do Regime (to com um projeto para fazer)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Devo ter algo escrito entre os meus papéis. Deivid.
      Assim que encontrá-los, posso publicar algo sobre o tema.
      Obrigado pela sugestão e continue acessando nosso blog.
      Um abraço.

      Excluir
    2. Também estou precisando, trabalho de escola. Conseguiu alguma música Deivid?

      Excluir

Grato pela participação.